Indisciplina! O que fazer?

Os problemas relacionados à indisciplina podem ter origem na relações estabelecidas pelo aluno, aulas cansativas e desinteressantes, metodologias mal estabelecidas e processo pedagógico inadequado e outros fatores extra escolares. Pergunta-se o que fazer diante de situações conflituosas na escola? Como agir?Não há respostas pré-estabelecidas, mas, a busca por soluções deve estar na prática e na escuta do professor diante dos alunos, criando um ambiente de colaboração, respeito e companheirismo.

Categoria: Projeto

Autor(es): Cacilda Rodrigues da Silva

Público-Alvo: Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio e Ensino Superior

(Clique para detalhar)

(Clique para esconder)

Área de Conhecimento: Ética, Língua Portuguesa e Pluralidade Cultural

Objetivo: Objetivo Geral Promover reflexão sobre a indisciplina no cotidiano da escola e a construção de um ambiente colaborativo entre alunos, professores e demais funcionários através do desenvolvimento de valores e regras morais. Objetivos Específicos • Incentivar o respeito e a autonomia do aluno. • Promover a cooperação no meio escolar. • Treinar o equilíbrio e a reação do professor de forma justa diante de uma situação problemática. • Promover a autoridade do professor através do diálogo e da construção de relações de respeito com o aluno. • Levar os alunos a compreenderem e cumprirem as regras.

Justificativa: Um dos maiores desafios enfrentados pela escola está relacionado a indisciplina. Como resolvê-la? O que fazer? Não há uma receita pronta e nem solução fácil, entretanto, é essencial construir na escola um ambiente colaborativo e trabalhar com os alunos questões relacionadas ao ensino e aprendizagem de valores e atitudes.

Conteúdo: - Fundamentos éticos (Respeito mutuo, justiça, diálogo e solidariedade)

Metodologia: • Aula expositiva • Debates • Dinâmicas • Apresentação de Teatro

Recursos: • DVD • Filme • Papel, lápis, caneta e borracha

Avaliação/ Resultados: A avaliação ocorrerá de forma sistemática visando o processo de formação humana dos educandos. Serão avaliadas questões como: Participação, interesse, colaboração e realização das atividades propostas.

Referências Bibliográficas: Como se resolve a indisciplina. Disponível em: http://revistaescola.abril.com.br/formacao/formacao-continuada/como-resolve-indisciplina-autoridade-moral-convencao-cooperacao-autonomia-503230.shtml?page=4. Acesso em: 10 de dezembro de 2009. Indisciplina na sala de aula. Disponível em: http://www.suapesquisa.com/educacaoesportes/indisciplina.htm. Acesso em: 10 de dezembro de 2009. Je&Ed Idéias de Dicas/Dinâmicas. Disponível em: http://www.bernerartes.com.br/ideiasedicas/dinamicas/abraolho.htm. Acesso em: 08 de dezembro de 2009. Parâmetros Curriculares Nacionais: apresentação dos temas transversais e ética/Ministério da Educação. Secretaria da Educação Fundamental. -3.ed.- Brasília: ASecretaria, 2001. SANTOS, Claudevone F.; NUNES, Marinildes F. A inscisciplina no cotidiano escolar. http://www.fja.edu.br/candomba/2006-v2n1/pdfs/MarinildesNunes2006v2n1.pdf Acesso em: 08 de dezembro de 2009.

Fases:

Fase 1: Introdução ao Tema e dinâmica

Duração: 2 Aula(s)

Descrição: - Aplicar dinâmica sobre violência. O tempo estimado para a dinâmica é de 5 minutos. Deve ser utilizado como material dois porretes feitos com jornal enrolado em forma de cacetete. A dinâmica deve ter no mínimo 5 participantes. Dois voluntários devem ter os rostos cobertos e devem receber um porrete de jornal. Depois devem iniciar uma briga de cegos, para ver quem acerta mais o outro no escuro. O restante do grupo apenas assiste. Assim que inicia a "briga", o coordenador faz sinal para o grupo não dizer nada e desamarra a venda dos olhos de um dos voluntários e deixa a briga continuar. Depois de tempo suficiente para que os resultados das duas situações sejam bem observados, o professor deve retirar a venda do outro voluntário e encerrar a experiência, abrindo um debate sobre o que se presenciou no contexto da sociedade atual - Abrir debate sobre a cena presenciada na dinâmica e o contexto da indisciplina no meio escolar. Identificar junto com alunos os motivos que geram indisciplina na escola. Escutar os alunos, observar suas atitudes e estabelecer um diálogo para que a fim de proporcionar melhores relacionamentos em sala de aula. A reação dos alunos diante da dinâmica presenciada pode ocorrer de forma variada. Cabe ao professor induzir a reflexão de algumas posturas como: indiferença x indignação; aplaudir o agressor x posicionar-se para defender o indefeso; lavar as mãos x envolver-se e solidarizar-se com o oprimido, etc. Alguns questionamentos podem ajudar, primeiro perguntar aos voluntários como se sentiram e o por quê. Depois dar a palavra aos demais participantes. Qual foi a postura do grupo? Para quem torceram? O que isso tem a ver com nossa realidade? Quais as cegueiras que enfrentamos hoje? O que significa ter os olhos vendados? Quem estabelece as regras do jogo da vida social, política e econômica hoje? Como podemos contribuir para tirar as vendas dos olhos daqueles que não enxergam?

Fase 2: Exibição de filme sobre indisciplina

Duração: 2 Aula(s)

Descrição: - Escolher um filme que melhor se adeque aos alunos) Sugestão de Filmes: * Entre os Muros da Escola Classificação: 12 anos Tempo: 128 minutos * Ao mestre com carinho Ano de lançamento: 1967 Tempo: 105 minutos

Fase 3: Montagem de peça de teatro

Duração: 2 Aula(s)

Descrição: - Formar grupos de alunos (número de alunos a critério do professor) e pedir que criem e montem uma breve peça de teatro envolvendo uma cena de indisciplina escolar. No teatro deve haver a representação do papel de professores, estudantes e outros personagens que os alunos julgarem interessantes. Dar tempo para que os alunos improvisem e montem as cenas. O teatro deverá ser apresentado na próxima aula. Os alunos deverão entregar o enredo da peça por escrito.

Fase 4: Apresentação do teatro e debate

Duração: 2 Aula(s)

Descrição: - Organizar a sala e pedir que os alunos apresentem as peças de teatro que criaram. Observar as atitudes dos alunos e as histórias criadas. - Abrir debate procurando saber a opinião dos alunos e as sensações que tiveram. Perguntar como se sentiram no papel do professor e colocá-los diante de situações que geram conflitos na escola, perguntando qual seria a atitude que tomariam se fossem professores, diretores, supervisores ou pais.
Arquivos:
Projeto Indisciplina
(50KB)
Você já utilizou este projeto?

  Leia as experiências compartilhadas pelos outros educadores!

Faça login para enviar sua experiência ou cadastre-se

Desenvolvido por  Auge Tecnologia e Sistemas
Copyleft - Política de Utilização